Dê um futuro de presente de natal!

O Centro de Educação João Paulo II (CEJPII) está com uma campanha natalina de doações de futuros. No lugar de presentes, a ideia é que as pessoas doem e façam a diferença para os mais de 220 estudantes carentes atendidos pela escola, localizada em Piraquara.

“Vários amigos meus estão pedindo aos seus amigos que, em datas como esta, façam doações ao Centro em vez de enviar um presente. Com base nisso criamos esta campanha. Um presente a mais a quem já tem muito não faz diferença. Mas uma lembrança às nossas crianças, que  têm muito pouco, faz toda a diferença”, diz Belmiro Valverde Jobim Castor, presidente do Centro.

Para participar da campanha basta acessar o site do João Paulo II (www.joaopaulosegundo.org.br), clicar no link presente de natal e preencher os dados para a doação, que será feita pelo sistema PagSeguro. A doação também pode ser feita em nome de amigos e de familiares que, após a confirmação do pagamento, receberão uma mensagem de agradecimento informando que o Centro recebeu uma doação em seu nome.

O CEJPII conta também com doação por meio de boletos anuais, com valor mensal a partir de  R$ 100,00, e doações espontâneas por meio de depósito bancário no Banco HSBC (399), Agência 0054, Conta corrente 88998-00 e CNPJ 08.999.188/0001-35.

Atualmente o Centro atende cerca de 220 alunos carentes de 3 a 14 anos, com ensino integral das 8h às 16h30 na educação infantil (3 a 6 anos) e programa de contraturno de 4 horas diárias para estudantes da rede pública. Na escola os alunos têm uma jornada diária de mais de oito horas, a mesma dos países desenvolvidos e duas vezes maior do que a jornada comum nas escolas brasileiras. Os estudantes são selecionados pelo critério da renda familiar, ou seja, quanto menor a renda, maior a prioridade para a matrícula.

O Centro de Educação João Paulo II (CEJPII) foi criado em abril de 2010, por iniciativa de um grupo de empresários e profissionais liberais preocupados com a má qualidade da educação brasileira, especialmente a que é disponibilizada para as classes menos favorecidas de renda.

O projeto, inédito no Paraná, oferece ensino gratuito e de qualidade, com atividades pedagógicas em período integral, assim como em países desenvolvidos. O Centro de Educação é mantido por parceiros e voluntários, por meio de contribuições mensais. Mais informações pelo site http://www.joaopaulosegundo.org.br e pelos telefones (41) 3079-7810 e (41) 3018-9625.

Obs.: O texto é de autoria da jornalista e amiga, Luanda Fernandes (valeu Lu pela contribuição!!).

Cadê a inteligência?

Hoje em dia tudo parece ser inteligente, menos o ser humano. Vale aqui relembrar a reflexão do líder espiritual Dalai Lama ao responder a pergunta “O que mais te surpreende na humanidade?”. A resposta do sábio homem foi espetacular:

Os homens… Porque perdem a saúde para juntar dinheiro, depois perdem dinheiro para recuperar a saúde. E, por pensarem ansiosamente no futuro, esquecem do presente de tal forma que acabam por não viver nem o presente nem o futuro. E vivem como se nunca fossem morrer… E morrem como se nunca tivessem vivido.

E ter mais pessoas inteligentes requer mais investimento em educação. O ensino, principalmente das escolas públicas, deixa a desejar e cada vez mais forma-se analfabetos funcionais que não sabem compreender e interpretar o mundo a sua volta. Pessoas incapazes de reagir ao sistema, manipuladas pelos detentores de poder.

O atual período eleitoral em que nos encontramos é propício parar para observar quais são as propostas concretas que os candidatos têm em relação a educação de crianças e adolescentes que são o futuro do país.

Educação é o caminho

“Suas palavras tem poder. Use-as com sabedoria”

Cãozinho, cãozinho meu…

Tem muita gente que reclama da relação desastrosa que algumas crianças têm com animais de estimação. Isso porque tem uns “anjinhos” que não perdem a oportunidade de puxar o rabo do gato, roubar a comida do cachorro e ficar infernizando a vida dos pobres coitados. E depois que o bichinho morde ele é que sai o culpado da história. A ilustração abaixo fala da educação que deve-se ensinar a crianças, que serve tanto para a relação delas com os animais quanto para os seres humanos. As dicas são boas. Fique ligado para saber como as crianças NÃO devem interagir com os animais.