De cachorro pra cachorro – Doação de sangue

Muita gente ainda não sabe, mas é possível realizar transfusões de sangue entre cães. É um recurso importante e que pode fazer toda a diferença no tratamento de emergências e aumentar muito as chances de sobrevivência.

Assim como os humanos, cães e gatos também podem precisar de transfusões de sangue, por causa de doenças ou situações de emergência. Mas para que um animal necessitado seja salvo, é preciso que os donos sejam solidários e submetam seus mascotes à nobre tarefa de doar sangue.

O sangue retirado não faz falta ao animal e é reposto pelo organismo em poucos dias. Em média, os cães podem doar entre 450 mililitros a meio litro de sangue a cada doação e armazenado em bolsas com material anticoagulante em câmera frigorifica por até 3 semanas. Antes de ser usado o sangue é aquecido em banho maria até a temperatura do animal. As doações devem ser feitas com um intervalo mínimo de 30 dias. A retirada do sangue é feita com o animal levemente sedado, e leva em média 10 minutos.

O processo é indolor e a quantidade de sangue retirada não prejudica o animal. Antes da transfusão o animal passa por uma minuciosa avaliação. Uma ótima oportunidade de ganhar o famoso “check up”, às vezes negligenciado pelos donos por falta de recursos ou tempo. Tomando certos cuidados, como a escolha de uma clínica séria e com profissionais competentes, a doação de sangue é um enorme ato de amor.

Pré-requisitos para que seu cãozinho possa doar sangue:
• Peso mínimo: 27 kg
• Idade: 1 a 8 anos
• Vacinação e vermifugação em dia
• Não pode ser portador de doenças crônicas
• Estar clinicamente saudável
• Temperamento dócil

Nos cães, existem cerca de 7 tipos sanguíneos, classificados como DEA (sigla em inglês para Dog Eritrocyte Antigen, ou “Antígeno Eritrocitário Canino”) São eles: DEA 1, dividido nos subtipos DEA 1.1, 1.2 e 1.3, DEA 3, DEA 4, DEA 5 e DEA 7.

O sistema DEA foi catalogado apenas nos anos 70, mas os primeiros estudos sobre tipagem sanguínea tiveram início em 1910 e se intensificaram na segunda metade do século passado.Esses são os tipos mais comuns, mas novos continuam sendo descobertos, como um chamado DAL, encontrado em dálmatas. Cães de uma mesma raça podem ter tipos sanguíneos diferentes, assim como cães de raças diferentes podem ter o mesmo tipo. A frequência dos tipos varia conforme a população e a região geográfica em que vivem os bichos. O sangue dos totós é tão complexo que, ao contrário de nós, humanos, um só cão pode apresentar mais de um tipo, ou seja, uma combinação deles. Mas os veterinários ainda não descobriram um tipo sanguíneo receptor universal, compatível com qualquer outro sangue existente. “Já os cães com sangue do tipo exclusivamente DEA 4 são doadores universais. ( fonte : http://mundoestranho.abril.com.br ).

Caso tenha um cão acima dos 25kg, e queira ser voluntário, converse com seu veterinário, com certeza ele ficará muito feliz em saber que seu cão é doador.

Infelizmente Curitiba ainda não dispõe de um banco de sangue propriamente dito, e os hospitais e clínicas precisam ter animais doadores disponíveis.

Todos os cãezinhos de Curitiba contam com a ajuda de vários amigos que disponibilizam seus próprios animais como doadores para ajudar nesses casos. Esses animais são cadastrados e passam por exames regulares.

Anúncios

Ação Animau-au

Olha só a novidade! Durante todo o mês de outubro a rede Farmácia das Nações vai destinar 5% das vendas das linhas de cosméticos Koloss e Novix para o grupo de protetores de animais Tomba Latas. Bora comprar lá na Farmácia das Nações pessoal! Confira o endereço das lojas no www.farmaciadasnacoes.com.br

Feira de Adoção dos Animais sem Teto

Eu duvido que você não tenha gostado do Chico. Ele é um dos muitos cãezinhos que estarão na Feira de Adoção dos Animais sem Teto neste domingo. Durante a feira, serão vendidos produtos do projeto, vai ter o início do concurso recreativo mil novecentos e bolinha, exposição de objetos antigos, sorteio de brindes surpresa, cerveja gelada e lanchinho 0800.  Se você quer conhecer melhor os cachorros do Animais sem Teto, basta clicar aqui.

Lembre-se: Para adotar é preciso ser maior de 18 anos, apresentar RG, CPF e comprovante de residência e assinar o Termo de Adoção. Confirme sua presença no facebook e chame seus amigos!

Se você não pode ter um animalzinho em casa, mas quer ajudar, eles precisam de ração, cobertores, remédios, casinhas…

SERVIÇO:
Data: 16/08/2012
Horário: 12h as 18h
Local: Sede do Antigos Famigos Clube!
Rua: Professora Delminda Santos Fernandes – Conjunto Parigot De Souza, Sítio Cercado
Contato :animais_semteto@yahoo.com.br

Abandono e maus tratos a animais será crime

Hoje a discussão é séria. O assunto é cachorro, e os problemas que a sociedade enfrenta em função deles. Não é de hoje que vemos muitos animais abandonados nas ruas. Por isso, passei o final de semana inteiro refletindo sobre esse assunto, que tem estado em pauta inclusive entre a comissão de juristas que desenvolve  o novo Código Penal.

Esta comissão de juristas, que está responsável por elaborar o anteprojeto do novo Código Penal aprovou, em maio deste ano, o aumento de pena para abuso ou maus tratos a animais domésticos ou silvestres, nativos ou exóticos.

Atualmente, segundo a Lei 9.605, de 1998, a pena para este crime é de três meses a um ano e multa. Caso a nova lei seja aprovada pelo Congresso Nacional, a pessoa que praticar este crime pode ser condenada de um a quatro anos de prisão e multa. E a pena para maus-tratos ou abuso ainda pode aumentar de um sexto a um terço caso haja mutilação ou lesão grave permanente no animal. Os juristas também aprovaram que se o crime resultar em morte do animal, a pena máxima poderá chegar a seis anos.

A mesma pena é destinada àqueles que realizam experiências dolorosas ou cruéis em animais vivos, ainda que para fins didáticos ou científicos, quando existirem recursos alternativos para esta prática.

Ainda de acordo com o texto aprovado, “abandonar, em qualquer espaço, público ou privado, animal doméstico, domesticado, silvestre ou em rota migratória, do qual detém propriedade, posse ou guarda”, pode acarretar em pena de um a quatro anos. Hoje, o abandono de animal é considerado apenas contravenção.

Enfim, depois de tanta aula teórica, vamos à prática. Ontem pesquisando sobre o assunto, me deparei com váriaaaaaas notícias sobre maus tratos a animais. Uma inclusive, super recente e que me deixou espantada. Uma mulher na Alemanha deixou o cachorro dela passar fome por sete meses.  Não bastando, vi um programa inteiro, muito bom por sinal, que me fez repensar sobre o abandono de animais. O programa mostrou a Ilha do Abandono, em São Paulo. Um local onde muitos cachorros são deixados na rua, abandonados.

Os dados mostrados na reportagem são interessantes. O que mais me chamou a atenção é que uma única cadela de rua, junto com os seus sucessores, pode, em 6 anos,  gerar uma infinidade de cãezinhos.

O que leva uma pessoa a abandonar, mau tratar ou esquecer um animal que é capaz de dar amor e carinho de sobra? O que pensa uma pessoa que não dá comida a um ser que precisa comer para viver? Levando tudo isso em consideração, o que você pensa sobre isso? Abandonaria um cachorro?

Comece a semana na moda

Siiim… este é o assunto de hoje! A grife Jeffer.son está destinando parte das vendas para a Associação Vida Animal – AVAN. Essa atitude bacana vai até o dia 31 de agosto. A loja vende camisetas lindas, com estampas de animais. Vale a pena conferir, ficar na moda e ainda por cima ajudar os animaizinhos da AVAN, que tanto precisam da sua ajuda. Dá uma forcinha vaaaaai!

Dá uma conferida lá no site: www.jeffersonkulig.com.br

 

O cachorro que você quer está aqui

Está querendo comprar um cãozinho e não sabe aonde ir? A Associação Vida Animal – AVAN tem mais de 550 cãezinhos esperando um novo lar para morar. Se você está querendo dar muito amor e carinho a um animalzinho, basta acessar www.associacaovidaanimal.org.br . A associação doa esses animais. Vale lembrar que a AVAN é uma instituição séria, sem fins lucrativos, fundada em julho de 2004. Atualmente eles abrigam 560 cães e não há mais espaço para mais animais.

Agora, se você não tem espaço na sua casa, já tem outros bichinhos ou então não pode levar embora algum desses animais, vale a pena fazer uma adoção virtual, que nada mais é do que cuidar e dar comida para um amiguinho desses sem nem levantar da cadeira. É super simples, é só clicar aqui e escolher um cachorrinho.

Se mesmo assim você achar que está difícil de ajudar, com certeza tem um pet shop perto da sua casa que irá receber a doação.

  • Agri Avícola Uberaba – Uberaba – 3276 7034.
  • Casa do Produtor – Rebouças – 3333 7226.
  • Clinivet – Boa Vista – 3257 4326.
  • Dog Center – Alto XV – 3264 4262.
  • Estheticão – Ahú – 3079 6334.
  • Granjinha- Tarumã – 3078 0066 / 3267 6715
  • Mafagafos- Anita Garibaldi-3252-9115
  • Centro Cívico- 3253-5571.
  • Maison Chien – Alto XV – 3022 3311.
  • Max Pet – Centro Cívico – 3353 1275.
  • Pangea- Batel- 3343-6760.
  • Pet Leko – Seminário- 3244-3351.
  • Rassil – Bacacheri – 3256 4332.
  • Rei dos Animais – Alto XV – 3262 5131.
  • Vida de Bicho – Água Verde e Seminário – 3342 0189 / 3029 5284

Rodízio de picanha com tempero de solidariedade

No próximo sábado, dia 11, a partir do meio dia, o Capitu Rodízio de Picanha vai destinar 10% das vendas para ajudar os cachorros do Tomba Latas. O restaurante serve três tipos de picanha (bovina, suína e de carneiro) acompanhadas de arroz carreteiro, salada italiana, salada de batatas, panqueca de escarola com bacon, farofa, e seis molhos. Com esse cardápio de dar água na boca, ninguém vai querer ficar de fora, né?

O local ainda conta com ambiente “dog friendly”. Aquele em que o seu cãozinho é bem-vindo no estabelecimento. Para desfrutar desse espaço basta reservar com antecedência no telefone (41) 3077-7462. O Capitu está localizado na rua Dr Goulin, 242, no Alto da Glória, em Curitiba.