Atenção cozinheiras e cozinheiros de plantão

Associação Vida Animal (AVAN) precisa de doações de salgados e doces para serem vendidos no próximo domingo (26), no evento “Agosto Animal”. A ONG também necessita de voluntários para trabalhar na cantina e na barraca de produtos no período da manhã das 9h às 13h30 ou a tarde das 13h30 às 18h.

Tenho certeza de que essas horinhas de contribuição vão fazer toda a diferença para o pessoal da AVAN e nenhuma falta para você. Muito pelo contrário, você sairá de lá com as energias renovadas porque tudo o que fazemos volta para nós em dobro!!

O evento será realizado na rua Euclides Bandeira, 801, no Centro Cívico.

Pode ajudar de alguma forma? Então, entre em contato pelo e-mail associacaovidaanimal@gmail.com ou pelos telefones 9710-6113 e 8481-2887 com Sandra ou 9604-4922 com Pérola.

=D

Precisa-se de agulhas e lãs para tricô

Sabe aquelas agulhas e lãs de fazer tricô que estão abandonadas, aí na sua casa, porque ninguém sabe usar ou não tem tempo para se dedicar a antiga técnica de entrelaçar fios. Então, isso é justamente o que o pessoal do programa Ciranda de Pais está precisando. Eles contam com a sua ajuda para arrecadar, pelo menos, 35 pares de agulha e 35 de rolos de lã para começar uma oficina de tricô com as mães do projeto educação e apoio a maternidade (que vocês já conheceram na matéria “Doa-se amor, carinho e atenção no programa Ciranda de Pais”.

O objetivo é criar um momento em que, por meio da arte manual, além das mães aprenderem mais uma habilidade, a de tricotar, seja criado um momento de interação e diálogo entre as participantes do projeto. Lembrando que o início da oficina depende de uma arrecadação bem sucedida de materiais. Ah, e inclusive, o pessoal também precisa de voluntários que possam ensinar essas mulheres a tricotar. Não vamos mais perder tempo. Bora, mobilizar as tricoteiras da plantão e arrecadar lãs e agulhas. Para entregar as doações ou ter mais informações é só entrar em contato com a Emily no e-mail emilyscarante@gmail.com.

Doe Calor

Para quem não quer ficar pesquisando em qual instituição sua doação pode ser melhor aproveitada, tudo bem… A prefeitura de Curitiba promove todos os anos a campanha de doação de agasalhos que tem diversos postos de coletas. Um, com certeza, bem pertinho de você para sua maior comodidade. Então, vamos doar!!!

No site www.doecalor.com.br você confere mais detalhes da campanha e os endereços dos pontos de coleta.

Lixo ou doação? Resolva essa questão…

Quantas vezes depois daquela super arrumação no guarda-roupa separamos várias coisas que não usamos mais e não sabemos o que fazer com elas? Doar? Mas para quem? Lixo? Mais será que alguém não poderia aproveitar? Apenas guardar em outro lugar? Oh, dúvida. Você acha que tudo estará resolvido depois que a faxinar terminar, mas não é bem assim. É importante também encontrar o destino certo que seus (futuros ex-)pertences irão tomar. Afinal de contas, apenas guardar em outro lugar da casa não pode ser uma opção de escolha.

Para começar, esclarecemos que todo tipo de material (tá bom, quase todo, não vão querer doar coisas ilícitas como drogas, né?) pode ser doado desde que esteja em plenas condições de uso. Podem ser roupas, cobertores, alimentos, móveis, livros, brinquedos, material de construção, eletrodomésticos, material de primeiros socorros,  fraldas descartáveis novas (infantil e geriátrica), computadores e equipamentos de informática, entre muitos outros.

Certo. Já sabemos o que pode ser doado. Mas será que o que eu tenho em casa está “em condições de uso”? O coordenador do Conselho de Logística e Materiais do programa Ciranda de Pais, Delmar Francisco Silva, dá a dica. “Doar não é dar para alguém algo que você sabe que tem que ir pro lixo, mas tem pena de jogar fora”, aconselha. Logo, materiais como roupas rasgadas e sujas, móveis quebrados e livros rasgados não devem ser doados. O destino correto desses materiais é o LIXO, se possível o reciclável.

Isso se deve ao fato de que a maioria das instituições sociais que se encarregam de entregar as doações  não têm estrutura para lavar ou consertar esses materiais. Além de que, não é porque as pessoas não tem condições de comprar roupas novas que elas vão se sentir bem andando com roupa (rasgada, suja…) que não é do agrado de ninguém.

Doações são recursos muito importantes para a maioria das entidades sociais porque, muitas vezes, elas utilizam o atrativo material, de doar alguma coisa, em um primeiro momento, para “fisgar” as famílias que estão à margem da sociedade e para trazer a elas dignidade por meio da participação em  projetos sociais.

É fundamental destacar que sempre existem muitas pessoas dispostas a doar algo em datas comemorativas como natal, páscoa, dia das crianças… Mas as pessoas que precisam de ajuda necessitam de colaboração o ano todo. “A verdadeira doação deve ser continuada. Melhor ajudar várias vezes ao ano, com pouca coisa, do que uma vez com exagero”, alerta Delmar.

E não saber para quem doar não pode mais ser desculpa. Existem muitas instituições aqui em Curitiba e na Região Metropolitana que sempre precisam de doações. No lado direito nosso blog você encontra uma lista com os contatos de vários desses locais no link “Instituições Sociais”. Sem falar nos pedidos de doações que são publicados no blog e podem ser encontrados no link “Doações”. As entidades, geralmente, mantêm um lugar de coleta de doações e algumas até mesmo buscam o material aí na sua casa.

Confira as dicas de doação de cada tipo de material:

ROUPAS E COBERTORES: Devem estar sem rasgos ou defeitos, limpos e dobradas.

ALIMENTOS: Embalagens fechadas e dentro do prazo de validade.

MÓVEIS: Se está quebrado jogue no lixo, de preferência o reciclável. Todos os móveis, sejam eles sofá, cama, armário, pia, mesa e cadeira, têm que estar completo (com todas as partes) e em condições de uso.

LIVROS: Com todas as páginas e sem resuras. Preferência para livros infantis.

BRINQUEDOS: Sem peças soltas ou quebradas. Se não é seguro para o seu filho, também não é seguro para os filhos de outras famílias.

MATERIAL DE CONSTRUÇÃO: Deve ser encaminhado para casos específicos em que o material é realmente necessário. Alguns materiais usados podem ser doados, desde que ainda estejam em condições de serem reaproveitados.

ELETRO, ELETRÔNICA E INFORMÁTICA: Somente em funcionamento e com voltagem compatível (110V).

FRALDAS E PRIMEIROS SOCORROS: Somente material novo.

Reportagem
Daiane Rosa

Colaboração
Delmar Francisco Silva

Vamos às compras?

Está precisando de um celular novo, dvd, rádio, videogame ou ainda roupas e perfumes? Amanhã, a Casa da Criança Francisco de Assis irá promover o Bazar de Importados com mercadorias apreendidas pela Receita Federal. O melhor é que os produtos à venda são novinhos e tem valor abaixo do mercado. O objetivo é arrecadar fundos para a manutenção da casa que atende 100 crianças de dois a cinco anos.

Fique atento, pois as senhas serão distribuídas a partir das 8h da manhã e para poder comprar é preciso levar o CPF. O pagamento poderá ser feito somente em dinheiro.

Serviço – Bazar de importados Casa da Criança Francisco de Assis
Dara: 04 de agosto
Horário: 8h às 17h
Local: Rua Pref. Ângelo Lopes, nº 1260, Alto da XV
Informações: pelo telefone (41) 3264-2167 

Lançamento do Mc Dia Feliz

Amanha, dia 03 de agosto, acontece o lançamento do Mc Dia Feliz no Espaço Itaú de Cinema no shopping Crystal. Vai rolar um coquetel delicioso e logo após a cerimônia de abertura.

Este ano, a renda será destinada à Associação Paranaense de Apoio a Criança com Neoplasia – APACN e a Rede Feminina de Combate ao Câncer do Hospital Erasto Gaertner – RFCC.

Em Curitiba, o Mc Dia Feliz acontecerá no dia 25 de agosto. Marque na sua agenda para não esquecer!

Como fazer a diferença

Sabe quando você vai ao mercado fazer aquela compra do mês? Então, nesse momento você pode fazer uma boa ação. Basta você comprar um sabonete extra, ou então uma escova de dente, um pacote de feijão ou um vidro de shampoo. Tenho certeza que algo assim, de valor tão pequeno não fará falta para você. Mas para os moradores da Casa de Repouso Vovó Joana irá fazer toda a diferença. Eles irão adorar saber que você lembreou deles.

A instituição atua desde 1996 e atende 15 idosos em situação de acolhimento permanente. Muitos deles não tem vínculo familiar e possuem problemas de saúde que demandam cuidados permanentes.

Se você quer ajudar, basta entrar em contato com a instituição. Eles precisam de voluntários que estejam dispostos a doar amor e atenção além de doação de alimentos, materiais de higiene e limpeza, roupas, calçados e fraldas geriátricas.

A Casa de Repouso Vovó Joana fica na rua Brigadeiro Franco,  nº 4440, Parolin. O telefone para contato é o (41) 3019-3237 e o e-mail é vovojoana@vovojoana.org.br

Mãos à obra!

Reformar ou ampliar a casa dá o maior trabalho. Quem já passou por isso sabe bem do que estamos falando. É um caos total. Sujeira para todo lado e, muitas vezes, falta de verba para fazer tudo que se deseja. O Centro de Recuperação Nova Esperança (Cerene), que há 23 anos trabalha com a recuperação de dependentes químicos, está em reforma e precisando da sua ajuda para melhorar e poder ampliar o número de atendimentos. Que tal ajudar na construção de um mundo melhor?

O mais prático é que a instituição se dispõe a ir buscar a doações aí na sua casa. Uma comodidade que faz toda a diferença, não é mesmo?

Vamos a lista de pedidos (olha com carinho para ver se você não pode ajudar com alguma coisa, tá?):

Telhas francesas de barro ou fibrocimento – Não precisam ser novas, podem ser usadas. O material será utilizado na cobertura de uma cancha de bocha para uso terapêutico dos residentes. Todos os outros materiais já foram ganhos. São necessárias cerca de 5 mil unidades de telhas (se for do modelo francesa).

Tijolos de barro – Também podem ser usados. Com o material será construída uma sala de almoxarifado para guardar ferramentas. Precisa-se de 6 mil unidades.

Prateleiras (para biblioteca) – Podem ser usadas. Elas serão utilizadas para ampliar e organizar o espaço da biblioteca da instituição, que ganhou muitos livros, mas não tem lugar para armazená-los.

Beliches, colchões, capas para colchões, guarda-roupas – Qualquer formato e tamanho. Esses materiais serão usados para repor os que estão gastos, e assim cumprir exigência da vigilância sanitária, no alojamento para adolescentes (de 12 a 17 anos).

Mesas, fogão industrial, liquidificador industrial, panelas grandes, fornos elétricos, freezer,  picador de legumes (cabrita) grande, fritadeira elétrica, pratos, copos, xícaras e talheres – Qualquer quantidade. Serão usados para repor e atender as necessidades da cozinha que serve diariamente cerca de 180 refeições (café, almoço, jantar).

Louças para banheiro (bacia e pia – cinco conjuntos), fiação elétrica (de diversas bitolas), madeira (caibros), material hidráulico (canos, torneiras, luvas…) – Material será utilizado para ampliar o número de banheiros e quartos para poder aumentar o número de atendimentos à adolescentes dependentes de crack

Aparelhos telefônicos (com e sem fio) – Por se tratar de uma área rural muitos telefones queimam  com descargas elétricas provocadas por tempestades e é necessário repor os aparelhos.

Quem quiser ajudar deve entrar em contato o Dorival Ávila, diretor da unidade Lapa, nos telefones (41) 3622-8357 ou (47) 9209-0902. Ou ainda pelo e-mail lapa@cerene.org.br ou no site www.cerene.org.br.

O Cerene agradece de coração todos que puderem colaborar, pois a demanda de tratamento das drogas é cada vez maior. Atualmente, é difícil uma pessoa que não conheça alguém que já precisou ou precise de tratamento… Então, vamos ajudar!

Precisa-se de ração para os cachorros da Associação Vida Animal

A Associação Vida Animal (AVAN) precisa de doações de ração para continuar o trabalho no abrigo que atende atualmente mais de 550 cães. Estes cachorros foram recolhidos porque estavam abandonados, doentes ou atropelados. É um casal que cuida dos animais. Eles não têm renda própria e a arrecadação dos eventos realizados em prol da instituição não é suficiente para custear todas as despesas. Por isso, a AVAN conta com a colaboração de doadores para conseguir alimentar adequadamente estes animais. Quem quiser ajudar a ONG com doação de ração deve fazer por meio de um dos pet shops credenciados listados abaixo.

Todos esses cães estão castrados e disponíveis para adoção. Neste link aqui você encontra até fotos de alguns dos cachorros que podem ser adotados.

Mais informações podem ser obtidas com a Sandra nos telefones (41) 9710-6113 e (41) 8481-2887 ou com o Ernani (41) 9657-1107.

Ciranda de Pais precisa de voluntários e doações de cestas básicas

O Projeto Educação e Apoio a Maternidade, do programa Ciranda de Pais, precisa com urgência de voluntários e doação de cestas básicas (ou alimentos avulsos) para ampliar o  número de pessoas atendidas. Atualmente, o projeto que já atende 35 famílias, têm outras 12 mães na fila de espera que só poderão ser beneficiadas se houver aumento de doações e voluntários.

Para ser um formador, voluntário do programa, basta participar de um treinamento com duração de duas horas e estar a disposição do projeto por 5 horas, das 7h30 às 12h30, apenas no primeiro domingo do mês. Há diferentes tipos de tarefas como por exemplo, ajudar na cozinha, interagir com crianças e adolescentes ou fazer o atendimento individual com as mães. O voluntário tem a liberdade de poder escolher em que atividade quer ajudar de acordo com o próprio perfil.

O projeto é realizado no Colégio Estadual Walde Rosi Galvão, na Rua Azaléias, 3226, Bairro Karla, em Pinhais (próximo a região do Carrefour). Fica o convite para quem quiser e puder participar. A recompensa dos voluntários é enorme. A maioria fica emocionada e não contém as lágrimas ao falar sobre as atividades realizadas. Mais do que doar tempo e trabalho, os voluntários doam amor e carinho aos participantes. Vale a pena tirar uma manhã de domingo para conhecer o projeto.

Atualmente a iniciativa mantém parceria com o curso de psicologia da Fae e com o grupo de voluntários do Colégio Marista.

Confira o cronograma das próximas atividades deste ano:
Agosto – 05/08
Setembro – 02/09
Outubro – 30/09 (data alterada por causa das eleições municipais)
Novembro – 28/10 (data alterada por causa do feriado de Finados)
Dezembro – 02/12

Para atender mais famílias o projeto precisa contar também com doadores fixos, que contribuam mensalmente com cestas básicas. Doações diferenciadas como caixas de leite, shampoo, doces, são melhores aproveitadas se atingirem o número de 35 itens (ou mais) iguais ou similares, para poder ser distribuído um para cada família.

As doações de alimentos ou cestas básicas podem ser entregues no Regimento de Polícia Montada (PMPR), na Rua Konrad Adenauer, 1166, no Tarumã, em Curitiba, ou serem reunidas em um local para que a equipe do projeto possa buscá-las.

Para mais informações entrar em contato com a professora Cristiane Arns no telefone (41) 9226-9703 ou pelo e-mail crisarns@hotmail.com.