Precisa-se de pessoas dispostas a ouvir

Atualmente, existem apenas duas unidades da CVV em funcionamento no Paraná, uma na capital e outra em Londrina. As regionais de Maringá, Foz do Iguaçu e São José dos Pinhais fecharam por falta de voluntários. Sem eles, a nobre missão de salvar vidas não pode ser realizada.

Para ser tornar voluntário é preciso participar de um treinamento que dura cerca de três meses. Este período de preparação é fundamental para que as pessoas compreendam os princípios do atendimento, de não dar conselhos, não julgar e não oferecer ajuda religiosa, e só então avaliem se se identificam com o trabalho.

De todas as pessoas que começam o treinamento apenas metade se tornam voluntários ao final do curso. Os outros 50% percebem que não vão se adaptar ao atendimento. “É muito difícil aprender a ouvir e continuar reaprendendo todos os dias, mas com esse aprendizado cresci como pessoa e levo isso para minha vida lá fora”, conta Rose que é voluntária na ONG há mais de 30 anos.

O papel desempenhado pelos voluntários é fundamental e por isso eles participam de constantes treinamentos para reciclar o conhecimento, a vontade de estar ali e o próprio bem estar. “A quantidade de voluntários e a divulgação do trabalho são os fatores que aumentam o número de atendimentos”, explica o integrante da regional de divulgação, Quintino Dagostin.

Se você tem mais de 18 anos de idade, pelo menos quatro horas e meia disponíveis por semana (ou seja, apenas algumas horinhas de um dia da semana) e vontade de ajudar o outro, você pode ser um plantonista do Programa de Apoio Emocional do CVV. As principais frentes de atuação do plantonista são o telefone, VoIP, correspondência, contato pessoal, e-mail e o chat.

Nos próximos dias 27, 28 e 29 de agosto começa um novo treinamento de voluntários. Lá você vai conhecer mais sobre o que é o CVV, o perfil do voluntário e das pessoas que buscam ajuda. Gostou da ideia? Então entre em contato pelo telefone (41) 3342-4111 e inscreva-se!

Você também pode ajudar na divulgação do trabalho realizado por eles, que é uma outra grande necessidade da instituição. Solicite já o material de divulgação e contribuia para que mais pessoas conheçam o sério serviço prestado pela CVV.

Serviço

Trabalho voluntário no CVV
R. Carneiro Lobo, 35 – Água Verde
CEP 80240-240
(41) 3342-4111
curitiba@cvv.org.br
www.cvv.org.br
Atendimento 24 horas

Participe de cursos gratuitos sobre prevenção de violência nas escolas

Estão abertas as inscrições para os cursos do 2º semestre do Instituto Não-Violência, uma ONG que trabalha há 13 anos com a prevenção de violência nas escolas em Curitiba e região. As capacitações são gratuitas. Os encontros são direcionados para educadores, pessoas que trabalham com educação de crianças e adolescentes e profissionais de áreas afins, mas qualquer pessoa interessada no tema pode participar.

A programação conta com diversos cursos, palestras e debates que visam fortalecer a cultura de não-violência no ambiente escolar. Os participantes recebem ao final do curso um certificado emitido pela Universidade Federal do Paraná.

Para quem quiser, há também um material de apoio que custa R$ 35 por curso, mas que é opcional, ou seja, não é obrigatório comprar.

Os cursos têm vagas limitadas de, no máximo, 40 participantes por turma. Quer participar? Então, corre. Segundo fontes altamente confiáveis as vagas costumam acabar rapidinho.

Acesse http://www.naoviolencia.org.br para conferir a programação completa e http://www.naoviolencia.org.br/centro-capacitacao-inscricao.php para fazer a inscrição online.

Os cursos acontecem na Praça Tiradentes, 335, sala 502, no centro de Curitiba.

Qualquer dúvida pode ser esclarecida pelo telefone (41) 3254-1643 ou no e-mail naoviolencia@naoviolencia.org.br.